Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

"Carnavais, Malandros e Heróis - Para uma Sociologia do Dilema Brasileiro" de Roberto da Matta

Se as grandes obras literárias se firmam como elementos a constitução identitária de um povo, igualmente pode-se dizer de suas manifestações culturais como o carnaval para o Brasil. Uma manifestação segregada quando não marginal e, mesmo desprezada durante anos por vários setores da sociedade que não raro apesar de festejá-lo, igualmente o estigmatizavam, tem aqui seu reconhecimento com o qual desde então, tornou-se relevante como "objeto" paras as diversas áreas acadêmicas no país: "Carnavais, malandros e heróis" de Roberto da Matta (1997, Rocco, 350 págs., R$ 47,50) é um marco da Antropologia e Ciências Sociais. A obra foi progressivamente tornando-se referência uma referência, indispensável para quem quer compreender o país e em particular, o fenômeno do carnaval, deste que é o autor mais citado nas produções acadêmicas brasileiras.
Sinopse:
"O que torna a sociedade brasileira diferente e única? Este livro responde a essa questão através do dilema que faz do Brasil um país de grandes desigualdades, mas de futuro promissor. Os ensaios de 'Carnavais, malandros e heróis' foram considerados, na época do lançamento, como uma visão inovadora e um esforço definitivo para o entendimento do Brasil. Embora o carnaval tivesse sido tema de alguns estudos, pela primeira vez um antropólogo considerou a sociedade através dessa e de outras festividades, transformando-as em janelas privilegiadas para as interpretações do Brasil. Para Roberto DaMatta, tanto o carnaval quanto seus malandros e heróis são criações sociais que refletem os problemas e dilemas básicos da sociedade que os concebeu. Mito e rito são, assim, dramatizações ou maneiras de chamar a atenção para certos aspectos da realidade social dissimulados pelas rotinas e complicações do cotidiano."

Nenhum comentário: